Logo Cesar Peres Dulac Müller

BLOG CPDMA

Categoria:
Data: 13 de março de 2024
Postado por: Equipe CPDMA

Domicílio Judicial Eletrônico: empresas devem se cadastrar até 30 de maio

Domicílio Judicial Eletrônico - Artigo CPDMA

As grandes e médias empresas [1] de todo o país terão até o dia 30 de maio de 2024 para realizar o cadastro voluntário no Domicílio Judicial Eletrônico, ferramenta do Programa Justiça 4.0 que centraliza informações e comunicados dos processos dos tribunais brasileiros. Encerrado este prazo, os cadastros serão feitos de forma compulsória, a partir da coleta de dados armazenados junto à Receita Federal, mas as empresas omissas estarão sujeitas a penalidades e a possíveis perdas de prazos.

A ideia do Domicílio Judicial Eletrônico é concentrar em um único local as comunicações processuais emitidas por tribunais de todo o Brasil. Ao se registrarem, todas as pessoas jurídicas do país deverão indicar através de qual endereço eletrônico preferem passar a receber as citações e intimações processuais.

Para o ministro Luís Roberto Barroso [2], presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), responsável por anunciar a novidade, essa unificação simplificará muito o funcionamento da Justiça.

É que o projeto visa conferir mais eficiência e efetividade às comunicações realizadas pelo Sistema Judiciário, e vai ao encontro do conjunto de iniciativas tecnológicas que vêm sendo promovidas pelo CNJ para modernizar e aprimorar os procedimentos tradicionalmente adotados pelo judiciário, frequentemente morosos, pouco efetivos e muito caros.

A máquina judiciária, como é de conhecimento notório, tem um alto custo à sociedade e uma resposta longe do ideal, com a maioria dos tribunais apresentando elevadas taxas de congestionamento sem qualquer perspectiva de redução substancial pelos meios tradicionais – mais tribunais, mais servidores, mais juízes.

Esta é uma grande vantagem das soluções digitais implementadas pelo Programa Justiça 4.0: além de garantir mais rapidez e praticidade aos processos judiciais, a implementação do Domicílio Judicial Eletrônico é uma alternativa gratuita às abordagens convencionalmente empregadas pelo judiciário.

Trata-se de mais um passo em direção da implementação integral daquilo de que dispõe o artigo 246 do Código de Processo Civil [3], que há oito anos já estabelece a preferência pela citação eletrônica – muito mais eficiente e menos custosa. Igualmente, está em perfeito acordo com a Resolução nº 455, do CNJ [4].

Neste sentido, vale lembrar que o Código de Processo Civil tem como princípios a economia processual e a efetividade. Em síntese, os procedimentos processuais devem buscar produzir o resultado desejado, minimizando, na medida do possível, o dispêndio de tempo e de recursos financeiros.

Por fim, às partes, e em especial às empresas privadas de médio e grande porte, que estão agora sendo convocadas a cadastrarem-se no portal, é essencial conhecer as particularidades trazidas pela implementação do Domicílio Judicial. 

A ferramenta trouxe mudanças nos prazos para leitura e ciência das informações expedidas: a pessoa cadastrada no Domicílio Judicial Eletrônico terá três dias úteis para realizar a consulta das citações, e 10 dias corridos para ler as intimações, contados da data do envio pelo tribunal. Ao fim desses períodos, as comunicações serão consideradas automaticamente realizadas. 

Ainda, para quem deixar de confirmar o recebimento de uma citação encaminhada ao Domicílio, poderá incidir uma multa de até 5% do valor da causa por ato atentatório à dignidade da Justiça [5]. 

Portanto, é essencial que os usuários estejam cientes do funcionamento do sistema e devidamente registrados para receber todas as informações processuais no endereço de e-mail informado no momento do cadastramento. Também devem manter seus dados cadastrais atualizados e acionar a opção de receber notificações.

Por todos esses motivos, é crucial que as pessoas jurídicas intimadas para aderir ao programa atentem ao prazo de 90 dias iniciado em 1º de março. A fim de facilitar este período de ajuste, o CNJ elaborou vídeos tutoriais [6] e um Manual do Usuário [7], que podem ser consultados junto ao canal do youtube e ao site do Conselho.


[1] Conforme classificadas pela Receita Federal com base no faturamento anual. Disponível em: Portal ANVISA - Porte de empresas - Acesso em: 04 de março 2024

[2] Disponível em: Portal CNJ - Empresas tem até 30 de maio para se cadastrarem no Domicílio Judicial Eletrônico - Acesso em: 04 de março 2024.

[3] BRASIL. Lei nº 13.105, de 16 de março de 2015. Código de Processo Civil. Art. 246. A citação será feita preferencialmente por meio eletrônico, no prazo de até 2 (dois) dias úteis, contado da decisão que a determinar, por meio dos endereços eletrônicos indicados pelo citando no banco de dados do Poder Judiciário, conforme regulamento do Conselho Nacional de Justiça.

[4] Disponível em: CNJ - Atos - Acesso em: 04 de março 2024.

[5] Disponível em: Portal CNJ - Tem início prazo de 90 dias para empresas privadas se cadastrarem no Domicílio Judicial Eletrônico - Acesso em: 04 de março 2024.

[6] Disponível em: Como acessar o domicílio Judicial Eletrônico - Acesso em: 04 de março 2024.

[7] Disponível em: Portal CNJ - Domicílio Judicial Eletrônico: Manual do Usuário - Acesso em: 04 de março 2024.

Por: Fabiana Ewald Richinitti
Direito Cível | Equipe CPDMA

Voltar

Posts recentes

O risco de não estar atento às modificações de uma marca

A marca de azeites portugueses GALLO aproveitou a proximidade da Páscoa e anunciou uma modificação na forma de apresentação da marca e do rótulo de seus produtos. Segundo o diretor de marketing da empresa, Pedro Gonçalves, a nova identidade visual foi inspirada em uma lenda sobre a origem da marca. Ele relata que em 1919, […]

Ler Mais
A proteção conferida às marcas de alto renome

Circulou nas últimas semanas em sites jurídicos a notícia de que a Justiça Federal teria anulado um registro para a marca “CHEVETTE DRINK”. O registro, com apresentação nominativa, foi considerado anulável por infringir o artigo 124, inciso VI, da Lei da Propriedade Industrial (LPI), que veda registro de sinais de caráter genérico, empregados comumente para […]

Ler Mais
Domicílio Judicial Eletrônico: empresas devem se cadastrar até 30 de maio

As grandes e médias empresas [1] de todo o país terão até o dia 30 de maio de 2024 para realizar o cadastro voluntário no Domicílio Judicial Eletrônico, ferramenta do Programa Justiça 4.0 que centraliza informações e comunicados dos processos dos tribunais brasileiros. Encerrado este prazo, os cadastros serão feitos de forma compulsória, a partir […]

Ler Mais
A instabilidade no Instagram e Facebook teria sido consequência de decisão judicial?

Houve especulações nos últimos dias se a instabilidade das redes sociais Instagram e Facebook teria se dado por reflexo da decisão judicial proferida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), que determinou a abstenção de uso pela Meta Platforms, INC., dona das plataformas, da marca ‘META’, registrada primeiramente no Brasil pela empresa Meta Serviços […]

Ler Mais
Uso indevido de marca por ex-sócia pode ser reconhecido não apenas como concorrência desleal, mas também como má-fé.

Em 14 de fevereiro foi veiculado no jornal “Valor Econômico”, matéria na qual é apontado que o Tribunal de Justiça de São Paulo teria reconhecido a concorrência desleal em uso indevido de marca por ex-sócia. A notícia, contudo, não informa o número do processo no qual seria possível analisar maiores detalhes da decisão, mas informa que os indivíduos teriam firmado contrato de […]

Ler Mais
As primeiras sanções aplicadas pela Agência Nacional de Proteção de Dados Pessoais — ANPD; foram como um sinal de alerta para as empresas: a LGPD é uma lei séria e deve ser cumprida.

A Lei Geral de proteção de Dados Pessoais — Lei n. 13.709/18 (LGPD) foi publicada em 2018 e entrou em vigor em 2020. Este prazo foi concedido às pessoas jurídicas de direito público e privado (agentes de tratamento) que coletam, armazenam ou tratam dados pessoais de pessoas físicas, no Brasil ou no exterior para se […]

Ler Mais
crossmenuchevron-down
pt_BRPortuguês do Brasil
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram